Imagem capa - Dúvidas frequentes sobre Amamentação por Kelly Schmidt - Fotografia feita de amor!
Mamães

Dúvidas frequentes sobre Amamentação

Enquanto a vida acontece  a gente se inspira em pessoas que querem dar o seu melhor e deixar a sua marca nesse mundão cheio de acontecimentos, como o nascimento de um filho, de uma mãe e uma família, seja ela do jeito que for! 

E para a nossa alegria, de uma feliz amizade nasceu uma parceria incrível com a Jamila, Enfermeira e Consultora de Aleitamento Materno do Leite Bom Consultoria em Amamentação

Este é o 2º post (o primeiro é só clicar AQUI), que está cheio de esclarecimentos! Vamos lá? 


Existe algum tipo de preparação para o aleitamento materno? 

Essa é uma das questões mais polêmicas e que geram mais dúvidas, principalmente nas mamães de primeira viagem. Durante a gestação, as mulheres vão ler e ouvir muito sobre o preparo das mamas para a amamentação. E então...devo passar bucha vegetal ou toalha áspera nos mamilos para deixá-los mais “grossos”  para quando a criança abocanhar? Devo hidratar os mamilos? Usar lâmpada? A resposta é NÃO para todas as perguntas. As mamas serão preparadas naturalmente durante a gestação – Todas essas orientações eram fornecidas, e ainda são, por alguns profissionais, com o intuito de dificultar o surgimento de fissuras no decorrer da amamentação. Entretanto, as fissuras tem relação com a pega do bebê, posicionamento durante a mamada, padrão de sucção, posicionamento da língua e isso só poderemos observar e modificar quando o bebê estiver mamando, ou seja, após o nascimento. Portanto, qualquer orientação quanto ao preparo das mamas durante a gestação é completamente desnecessário.


Qual é a importância do leite materno? 

Poderíamos falar durante horas sobre a importância do leite materno. Alguns benefícios já são bem difundidos e conhecidos pela maioria das pessoas, mas vamos citar alguns: o leite materno tem um importante componente imunológico – o colostro - primeiro leite produzido pela mãe. Tem consistência espessa e normalmente é transparente, muitas pessoas chamam esse leite de primeira vacina do bebê, pois ele contém IgA que é um importante anticorpo, fatores de crescimento (importantes para a maturação do trato gastrintestinal), lactoferrina, oligossacarídeos, além de outros fatores de proteção. O leite materno tem importante papel não só na proteção contra agentes infecciosos como também em processos alérgicos (eczemas, alergia alimentar e alergias respiratórias). Também protege contra doenças crônicas como o diabetes. Em relação a questão nutricional é o alimento mais completo para o bebê até o sexto mês de vida, não sendo necessária a introdução de nenhum alimento sólido ou líquidos até os seis meses. Além disso, o ato de sugar trabalha toda a musculatura facial, o que facilita o desenvolvimento correto da arcada dentária. Já está comprovado que crianças que mamam regularmente até os seis meses falam, respiram e mastigam melhor que as demais, além de sofrerem menos com cólicas e de seu intestino funcionar de forma mais regular. Uma das descobertas mais recentes sobre os benefícios do leite materno foi a do pesquisador Cesar Victora, que publicou um artigo na revista The Lancet Global Health, em 2015, demonstrando evidências científicas que apontaram associação entre amamentação prolongada na infância e aumento do quociente de inteligência (QI). Além de tudo isso, ainda podemos citar alguns benefícios para a mãe: perda de peso mais rápida e diminuição do sangramento pós parto, além da redução na chance de câncer de ovário e de mama.


Como  a mulher deve amamentar? Existe rotina para amamentar? Quanto tempo dura a mamada? Quando começa e quando termina? 

Eu costumo dizer que a amamentação e o relógio são inimigos. Tempo de mamada é um termo que ouve-se falar não só pelas mães, mas também por profissionais, infelizmente! Marcar tempo de mamada como sendo sinônimo de mamada eficaz é um erro e só atrapalha a evolução da amamentação. Sabe-se que um fator é extremamente importante e deve ser levado em conta quando se fala de duração das mamadas: pega correta! Se a pega não está correta você pode ter um bebê que faz mamadas longas, cerca de uma hora, mas que não consegue mamar a quantidade de leite suficiente. Por isso, esqueça o relógio, principalmente no primeiro mês do bebê, e passe a observar o seu comportamento, pois é nele que se encontrará as respostas. Mamar de 3/3h é uma definição que não leva em consideração a necessidade de cada bebê e torna todas as crianças iguais. Se nem os adultos tem regras e horários tão fixos para se alimentar porque os bebês teriam? Cada criança tem o seu ritmo e, com o tempo, ela fará o seu horário de aleitamento conforme suas necessidades. O que acontece, infelizmente, é que muitas mães não recebem orientações adequadas sobre amamentação no pré-natal. Soma-se a isso a falta de ajuda e a insegurança e muitas mulheres acabam adotando a amamentação com horário definido.


O que fazer quando a mãe tem muito leite? 

Normalmente do terceiro ao quinto dia ocorre o que chamamos de apojadura (descida do leite), ela caracteriza-se pelo aumento do volume e temperatura das mamas, que podem ficar dolorosas e sensíveis, durante esse período. Com o decorrer dos dias a produção de leite se estabelece e as mamas diminuem de volume. Entretanto, em alguns casos  a produção torna-se maior que o consumo do bebê e o leite fica acumulado na mama – esse processo chama-se ingurgitamento mamário. Nem todas as mulheres passam por isso, e isso não significa que elas não tenham leite, apenas que seu bebê “deu conta” do volume produzido. Normalmente o ingurgitamento acontece naquelas mães, cujos bebês ainda não estabeleceram uma boa pega. Vou dar algumas dicas que podem ser úteis nesse momento:

- Se a aréola estiver tensa, massagear e ordenhar com máquina elétrica ou manualmente (atenção na técnica para não se machucar), um pouco de leite antes da mamada, para que ela fique macia o suficiente para o bebê abocanhar e mamar adequadamente. Quando a mama está muito cheia o bebê tem dificuldade em realizar a pega e isso vai ocasionar uma pega incorreta, mamada ineficaz e a possibilidade do aparecimento de fissuras;

- Amamentar com frequência, em livre demanda e sempre que você sentir necessidade;

- Fazer massagens delicadas nas mamas – importantes na fluidificação do leite viscoso e no estímulo do reflexo de ejeção do leite;

- Usar suporte para as mamas, como sutiã com alças largas e firmes, para alívio da dor e manutenção dos ductos em posição anatômica (atenção para sutiãs apertados que comprimem as mamas. Esses devem ser evitados);

- Usar compressas frias após as mamadas para diminuir o edema, a vascularização e a dor;

Se essas dicas não forem suficientes procure um profissional com conhecimento em aleitamento materno e certamente ele lhe ajudará nesse processo que dura alguns dias.


E esse leite da ordenha que ela retirar, ela vai doar para um banco de leite ou ela coloca fora? 

Infelizmente aqui em Pelotas não temos banco de leite, mas ela pode optar  por guardar esse leite para algum momento em que julgar oportuno. Entretanto, alguns cuidados devem ser levados em consideração quando o leite ordenhado será oferecido ao bebê:

- Higiene;

- Técnica correta;

- Esterilização dos recipientes que irão armazenar o leite materno, e em caso de ordenha elétrica esterilização da máquina utilizada;

- Forma e tempo de armazenamento do leite materno;

- Aquecimento do leite materno;

Além de todos esses cuidados, a mãe deve oferecer esse leite ordenhado de copinho, nunca de mamadeira, pois a introdução da mamadeira dificulta a manutenção das mamadas no peito.


Fotos: Kelly Schmidt e Marcio Prestes. Visite nossos álbuns! Vamos adorar!

Ajudou? Quem escreveu estas dicas foi a Jamila Vasquez, Enfermeira e Consultora de Aleitamento Materno do Leite Bom Consultoria em Amamentação

Aqui também tem outro texto que pode te te ajudar muito: Eu vou amamentar? 

Para entrar em contato:

Telefone: 53 99161-8390

Facebook: https://www.facebook.com/leitebomconsultoria/


Se você gostou deste post deixe um comentário! Compartilhe! 
Se tiver outras dúvidas ou dicas sobre assuntos que quiser ler por aqui, mande pra gente! Vamos adorar te responder!