Imagem capa - Memórias do álbum de fotografia por Kelly Schmidt - Fotografia feita de amor!
Histórias da Vida realFotografia e Memória

Memórias do álbum de fotografia

Olá! Hoje está sendo mais um daqueles dias nostálgicos com esse inverno sem fim, muitas tarefas em casa e trabalho em home office, na praia. Um solzinho tímido que vai e vem... enquanto o computador se encarrega de fazer uma parte do trabalho sozinho eu dou uma passeadinha pelas redes sociais e uma espiada ainda mais básica pelo Facebook. Lá tem muitas marcações queridas e uma delas, em especial me chamou atenção.

A Vânia é avó do João Henrique, um pequeno incrível que adoramos de paixão e já fotografamos várias vezes. Ela adora o mundo da fotografia, assim como nós, e volta e meia compartilha nossas fotos e compartilha textos que são um carinho na nossa alma. E esse texto em especial foi um desses afagos que eu gostei tanto que decidi compartilhar na íntegra. 

Texto de Pedro Assis, para o site da Revista Vida Simples.  Que tem um propósito tão gentil e maravilhoso que super combina com o nosso propósito de vida:

“Nosso propósito é inspirar cada vez mais pessoas na busca por algo que faça sentido, e assim, SER melhor para si mesmo e para o outro. E que possa CONVIVER de forma mais harmoniosa onde quer que esteja tendo força, equilíbrio e sabedoria para TRANSFORMAR o mundo ao redor”. 


EntãO... VEM SE INSPIRAR! 


Memórias do álbum de fotografia


Tirei parte do meu dia de hoje para fazer uma boa faxina no meu quarto. Abri todas as gavetas e armários, tirei roupas, objetos, livros, documentos e tudo mais que eu encontrei no processo e, por fim, joguei fora aqueles que não mais me servem.


Durante esta limpeza, entre um pouco de poeira e coisas que eu nem lembrava que ainda tinha, invariavelmente cheguei nos álbuns de fotos. Daqueles analógicos que a gente revelava há vinte ou trinta anos atrás. Daqueles que não davam vez para as selfies, afinal, a gente só tinha disponíveis 12, 24 ou, no máximo, 36 poses (sim, a gente usava essa palavra, rs)!


Tirei esses álbuns e comecei a virar página por página, desde o meu álbum de bebê, com informações preciosas como meu peso, altura, primeiros presentes e primeiras palavras, até aqueles da De Plá e Kodak que revelavam outras memórias em cores.


Algumas fotos tremidas, outras embaçadas, mas todas carregadas de histórias. Foram viagens, festas, dias ensolarados na praia e pessoas amadas, algumas que caminham comigo até hoje e outras que já não estão mais neste plano. Vi amigos que já não sei mais o paradeiro e outros que vão rir ao rever estas imagens.


Ver fotos antigas é o tipo de atividade que a gente faz com menor frequência do que deveria e, honestamente, eu não sei por que. É gostoso, é divertido, é como um mini filme pessoal passando na nossa frente, revivendo momentos tão especiais quanto corriqueiros, relembrando dos laços afetivos e mostrando pra gente de onde viemos.


Acho que as nossas memórias, registradas em fotografias, objetos, cartas e outros, são como as pedrinhas do conto de João e Maria, que indicam o caminho de volta pra casa, de volta pro nosso eu mais puro. Faz a gente valorizar aqueles que estão ao nosso lado por tantos anos e também as nossas conquistas, a nossa história, os nossos afetos e toda a trajetória até aqui. As nossas memórias são como os tijolinhos que constroem, dia após dia, a nossa identidade através de tudo o que passamos e aprendemos ao longo da vida.


Que delicia rever os meus avós amados que não estão mais presentes nos almoços de domingo e que delicia reviver as viagens à Disney, ao Beto Carrero, às praias e tantas outras aventuras. É gostoso ver meus pais sorridentes com a idade que eu tenho hoje e relembrar das festinhas de aniversário com bolo de chocolate e Coca-Cola 2 litros na mesa. É engraçado ver os diferentes cortes de cabelo e estilos de roupa e é especialmente delicioso encontrar com aquele menino que eu fui um dia e de vez em quando vejo correndo alegre e soltando pipa aqui dentro.




Se você quer dicas para viver mais leve, passeia por aqui --> Vida Simples <3